Incrível cara de pau. Gleisi, que ajudou Lula a culpar a ex-primeira-dama pelo triplex, “chora” a morte de Marisa Letícia

Nada pode superar o cinismo avassalador de Gleisi Helena Hoffmann (PT-PR), a “Amante” das planilhas de propina do grupo Odebrecht. A senadora petista, que apoiou a estratégia asquerosa de Lula de jogar a culpa pela compra do tríplex do Guarujá para Marisa Letícia, reproduziu um texto lacrimoso, atribuído ao ex-presidente, sobre a ausência da ex-primeira-dama no Dia das Mães.

“No primeiro Dia das Mães sem Marisa, só eu sei o respeito e o carinho que tive por ela’ – Lindo o texto do presidente Lula sobre as mães e dona Marisa”, escreveu Gleisi.

Sem se importar com o fato de que defendem Lula a qualquer custo, inclusive ao preço da memória de Dona Marisa, Gleisi Helena e mulheres petistas atacam a revista Veja que expôs a tática de tentar comprometer a falecida como responsável pelos nos trambiques.

Texto assinado por diversas mulheres do meio político, além de ativistas e entidades, entre elas a ex-ministra Eleonora Menicucci, destaca que as “mulheres comprometidas com a tolerância zero contra qualquer forma de violência de gênero” apoiam a nota divulgada pela deposta Dilma Rousseff, que condena “o jornalismo desqualificado e grotesco” da revista Veja. “A revista Veja desta semana julga ser necessário ferir sua memória, atingindo tudo o que ela mais amou”.

De chofre é preciso lembrar que esse chororô planejado de Lula é conversa fiada da pior qualidade, pois é fracassada sua tentativa de minimizar o escárnio cometido contra Marisa. Só mesmo um alienado não percebeu – ou fingiu não perceber – que ao culpar a mãe dos próprios filhos o ex-presidente buscou uma saída para sua difícil situação. E que nenhum petista ouse dizer que isso não aconteceu, pois o estrago será ainda maior.

Em relação à ex-presidente, a ausência de moral não lhe confere um grama de moral sequer para atacar esse ou aquele veículo de imprensa no caso em questão. Dilma é uma desqualificada conhecida, desprovida de competência, que deveria dar-se por satisfeita com a própria insignificância. Seu falso moralismo no caso de Dona Marisa chega a ser nauseante. Dilma, não se pode esquecer, desrespeitou Marisa Letícia e usou o escândalo envolvendo |Rosemary Noronha para sufocar o movimento “Volta Lula”.

Ademais, a ex-guerrilheira não só arruinou a economia nacional, como deu continuidade ao maior esquema de corrupção de todos os tempos, o Petrolão, do qual se beneficiou diretamente, e ainda ousa ditar regras como se fosse a versão de saias de Aladim.

No tocante a Gleisi Helena, que afunda cada vez mais na Operação Lava-Jato, essa falsa compaixão em relação a Dona Marisa é mais uma galhofa do seu conhecido oportunismo político. Deveria a senadora paranaense explicar aos brasileiros a decisão que levou à Casa Civil da Presidência, na condição de assessor especial, um pedófilo conhecido e condenado a mais de cem anos de prisão.

Eduardo Gaievski, o protegido de Gleisi, foi incumbido pela própria parlamentar, à época ministra da pasta, a comandar os programas federais destinados a crianças e adolescentes. Tudo no melhor estilo da lenda que tem a raposa tomando conta do galinheiro. (Ucho.Info)
Via cesarweis.com