O futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, cedeu uma entrevista ao Fantástico da Rede Globo. 

Dentre outras coisas, o ex-juiz da Lava Jato defendeu a posse de armas de fogo, disse que não entrou para política e ridicularizou a suspeita petista de que ele teria condenado Lula para eleger Jair Bolsonaro:

“Ele está condenado e preso porque cometeu um crime. Proferi a decisão referente ao ex-presidente Lula em meados de 2017, nem conhecia o presidente eleito Jair Bolsonaro. Estou indo para consolidar os avanço da Lava Jato em Brasília. Em parte, nas eleições, havia um sentimento muito forte contra o sistema político, que apesar de todos os casos de corrupção, nada fez. O presidente eleito foi identificado como alguém que modificaria esse status quo”.

Confira a entrevista na íntegra:

Via: PAPOTV