Advogado de Lula ataca ministro Fux, do STF, após ele dizer que não há sentido em um denunciado à Justiça concorrer à Presidência da República

Gostou? Compartilhe!

O advogado do ex-presidente Lula, Cristiano Zanin, ficou indignado porque o ministro Luiz Fux, do STF, questionou a viabilidade de um denunciado concorrer à Presidência. Lembrando que, se uma denúncia é aceita contra o Presidente da República, ele deve ser afastado, Fux expôs a falta de sentido de se eleger alguém que não poderia assumir o cargo.

Como Lula tem não uma, mas diversas denúncias, além de uma condenação, o advogado tomou o comentário como uma ofensa pessoal, e afirmou que o ministro faz um “prejulgamento” de Lula.

O advogado se exaltou: “[Fux] desafia um ordenamento jurídico internacional ao prever que a candidatura seja barrada pela existência da denúncia”. Para ele, “isso não está previsto na lei nem na Constituição. Portanto, é uma restrição infundada. E o artigo 25 do Pacto Internacional de Direitos Civis diz textualmente: nenhuma restrição infundada pode ser colocada para impedir o direito de ser eleito em eleições periódicas”.

 

Via: GAZETA SOCIAL


Gostou? Compartilhe!