Advogado viajou em avião próprio para defender esfaqueador de Bolsonaro