“Aécio e Gleisi sem foro privilegiado” diz procurador da Lava Jato

No final de 2018, Roberson Pozzobon, procurador da República e membro da força tarefa da Lava Jato em Curitiba, declarou que os senadores Aécio Neves e Gleisi Hoffmann não seriam detentores do foro privilegiado assim que encerrarem seus mandatos no senado.

Aécio e Gleisi foram eleitos deputados federais.

Pozzobon explica que, segundo posicionamento da jurisprudência do STF, o foro privilegiado deixa de existir quando há troca de cargos, que é o casos dos dois parlamentares citados acima:

“Se a reeleição do parlamentar para o mesmo cargo pode suscitar debates quanto à baixa dos autos para o 1º grau, o foro privilegiado deixa de existir quando há troca de cargo”.

Uma coisa é certa:

Se o entendimento do procurador estiver correto, 2019 promete uma vasta limpeza no cenário político.

Que a Lava Jato continue a todo vapor!

Via: DIÁRIO DO BRASIL / Jornal da Cidade Online

Gostou? Compartilhe Com seus Amigos!