Após ser contrariado, Sepúlveda encontra Lula para tomar decisão sobre defesa

Sepúlveda Pertence sugeriu que Lula fosse para a prisão domiciliar e causou desconforto na equipe de defesa do petista.

Nesta sexta-feira, 20 de julho, o advogado e ex-ministro do Supremo, Sepúlveda Pertence, marcou uma séria conversa com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O objetivo do encontro é tratar sobre a defesa de Lula. Sepúlveda pretende entrar em um acordo para determinar se continuará na equipe de defesa, ou não.

Após uma semana, através de carta, o advogado demonstrou descontentamento. Sepúlveda quer saber, da parte de Lula, se há o desejo de que se continue na defesa do petista. O ex-ministro enviou uma carta até a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, Paraná. Na ocasião, Sepúlveda relembrou os bons tempos de amizade com Lula.

No entanto, ele se diz contrariado por ter sido desautorizado em apresentar pedido de prisão domiciliar ao petista.

Como estratégia, Sepúlveda achou melhor apresentar o pedido de prisão domiciliar para que Lula conseguisse sair da cadeia o mais rápido possível. O advogado Cristiano Zanin repudiou a ideia, e afirmou que Lula iria para a casa totalmente inocente, pois ele não é um criminoso que precisa da prisão domiciliar. Houve um desconforto entre os advogados de defesa e Sepúlveda não gostou de ser contrariado.

Segundo informações do portal “Folha de S.Paulo”, Lula teria afirmado que aceitaria a prisão domiciliar, desde que não fosse o autor do pedido.

O advogado Eugênio Aragão, na última segunda-feira (16), apoiou a decisão de Sepúlveda sobre a prisão domiciliar. Essa seria a única forma do petista conseguir se livrar da carceragem da PF.

Aragão disse que, pelo ponto de vista estratégico processual, Sepúlveda tinha razão sobre o pedido.

Aragão enfatizou que na prisão domiciliar, Lula teria flexibilidade para conceder entrevistas e encontrar amigos. O advogado frisa que é melhor ter Lula em casa do que na carceragem.

Lula teria ajudado Sepúlveda
Segundo informações do portal de notícias “O Antagonista”, Sepúlveda Pertence recebeu uma grande ajuda de Lula. O portal enfatiza que por mais que Pertence não esteja cobrando para realizar a defesa de Lula, ele conseguiu muitos ganhos através da Caixa Econômica Federal.

Devido indicação do PT, Sepúlveda recebe R$ 500 mil com bônus de R$ 2 milhões por contrato. O ex-ministro já chegou a ser presidente do Supremo Tribunal Federal (STF).

Ao que tudo indica, a estratégia de Sepúlveda em colocar prisão domiciliar a Lula é, no momento, a melhor alternativa ao petista.

Via: blastingnews

     

Gostou? Compartilhe!

  • 701
    Shares
 

     

Siga-nos no Twitter!