A assombrosa declaração de Lula sobre Eduardo Campos

Lula fala demais e por vezes tropeça, morde a língua.

 

A declaração que fez na sua entrevista publicada hoje na Folha, sobre o ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos, é no mínimo curiosa, ou, talvez, assombrosa, medonha.

A pergunta de Mônica Bergamo, a entrevistadora, foi a seguinte: O ex-prefeito Fernando Haddad já falou que, mesmo sendo o maior partido, o PT não terá mais a hegemonia da esquerda.

A resposta de Lula:
Eu sou contra a tese da hegemonização. Em algum momento pode ter candidato de outro partido e o PT apoiar. Se o Eduardo Campos tivesse aceitado a proposta que eu fiz para ele e para a Renata em Bogotá, em julho de 2011, de ele ser o vice da Dilma [em 2014] e ser nosso candidato em 2018, a gente agora estaria gostosamente discutindo a campanha dele à Presidência da República. E não a minha.
Moral da história: Como Eduardo Campos não aceitou a proposta, o avião caiu.

Confere?

Via: jornaldacidadeonline.com.br

     

Gostou? Compartilhe!

  • 8.2K
    Shares
 

       

5.246 comentários em “A assombrosa declaração de Lula sobre Eduardo Campos