Avião explode matando dono de construtora envolvida no Mensalão

Uma aeronave de pequeno porte caiu na manhã desta segunda-feira (26/11), em uma fazenda de Jequitaí, no Norte de Minas Gerais. 

Segundo informações do Correio Braziliense, quatro pessoas morreram, entre elas um empresário e pecuarista do estado e a esposa. 

Os bombeiros confirmaram que os mortos são o dono da aeronave, Adolfo Geo, a esposa Margarida Giannetti Geo, o piloto Marco Aurélio e o co-piloto, identificado apenas como Oliver. 

A aeronave havia decolado do Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte. O Cessna Aircraft tinha capacidade para oito passageiros e foi fabricado em 2014. Ele estava registrado em nome da ARG LTDA.

O acidente aconteceu enquanto a aeronave se preparava para pousar em uma das fazendas do empresário. 

Geo era um dos sócios da empreiteira ARG e possuía fazendas de gado no Norte do estado.  

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Dos escândalos com os quais a empreiteira se envolveu, os de maior repercussão foram os do Mensalão Tucano e do Mensalão do PT, esquemas para financiar campanhas ou comprar votos através do desvio de dinheiro.

Adolfo Geo é pai de outro sócio da empresa, Rodolfo Geo, que foi denunciado pela Lava Jato nesta segunda, junto com Lula.

Adolfo não foi acusado na denúncia, que aponta pagamento de R$ 1 milhão ao Instituto Lula em troca de favorecimento à empresa na Guiné Equatorial.

Rodolfo embarcaria no mesmo voo, que partiu de Belo Horizonte, mas desistiu na última hora.

Via: PAPOTV

Compartilhe em Suas Redes Sociais