Bolsonaro chora em culto evangélico e credita sua vitória a Deus

Presidente eleito visitou a igreja onde a esposa congrega no Rio de Janeiro.

Jair Messias Bolsonaro foi eleito o 38º presidente da República do Brasil no último dia 28 de outubro. Agitando literalmente os ânimos dos eleitores, o até então candidato do PSL (Partido Social Liberal) disputou o segundo turno das eleições presidenciais com o representante do PT (Partido dos Trabalhadores), Fernando Haddad.

Firmando sua campanha na exposição de suas propostas, bem como no apoio de seus admiradores e na ajuda divina, Bolsonaro não deixou de agradecer publicamente todo o apoio recebido durante sua campanha, e após ser anunciado como o novo presidente do Brasil convidou toda nação a se unir a ele em oração.

Escolhendo o senador Magno Malta para elevar seus agradecimentos a Deus, desde o anúncio de sua vitória, o presidente eleito Jair Bolsonaro não se cansa de render agradecimentos ao Todo Poderoso e na manhã deste domingo (04), ele fez questão de participar de um culto evangélico ao lado da esposa.

Bolsonaro marca presença em culto religioso em igreja na Barra da Tijuca
Ao lado da esposa e futura primeira-dama do Brasil, Michelle Bolsonaro, Jair Messias Bolsonaro marcou presença em um culto realizado na Igreja Batista Atitude, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

A reunião religiosa, que ocorreu na manhã deste domingo (04), literalmente emocionou o político, que durante alguns momentos não conseguiu resistir e segurar as lágrimas.

Presidente eleito testemunha a respeito de sua vitória
Durante uma visita ao templo da Igreja Batista Atitude, localizada na capital carioca, Bolsonaro chorou e agradeceu a Deus pela sua vitória nas urnas.

Trajando uma camisa social azul que trazia embaixo um colete à prova de balas, Jair Bolsonaro subiu ao púlpito e atribuiu sua vitória a Deus. Em tom descontraído, o presidente eleito declarou: “Se isso aconteceu só tem uma explicação. Foi o próprio Deus que decidiu. Nenhum cientista político conseguiu explicar como o velho garoto que tinha o apelido de Palmito ter chegado onde chegou.”

Bolsonaro aproveitou a ocasião para agradecer publicamente por ainda estar vivo e na ativa, fazendo referência ao atentado com arma branca que sofreu no mês de setembro, durante sua campanha corpo a corpo pelo centro de Juiz de Fora, no estado de Minas Gerais.

Bastante solícito, o presidente eleito não poupou agradecimentos a todo o apoio e as diversas orações feitas pelos irmãos da igreja, bem como de grande parte do país.

Via: blastingnews

Compartilhe em Suas Redes Sociais