Bolsonaro é ovacionado no 7 de Setembro e reação de militares emociona; VEJA VÍDEO

Entre aplausos, Bolsonaro foi venerado em desfile; Crivella foi muito vaiado.
Nesta quinta-feira (7), #Jair Bolsonaro testou sua popularidade no tradicional desfile de #7 de setembro, quando comemoramos a Independência do Brasil. Do PSC, ele negocia com o PEN sua candidatura à Presidência, em 2018. Jair foi até Presidente Vargas, no Centro do Rio de Janeiro, para o desfile militar.
Bolsonaro talvez não esperasse, mas a adesão e apoio a ele foi tão grande que, de todos os políticos presentes, o líder de extrema direita foi o único a ser aplaudido. Crivella, atual prefeito da cidade maravilhosa, por sua vez, recebeu diversas vaias.

Com Crivella, a reação foi um pouco diferente, recebendo vaias do público. Ele não quis comentar com os repórteres todo o menosprezo que recebeu nesse momento, que costuma ser de alegria para a população.

Bolsonaro, pré-candidato à Presidência da República, teve grande adesão do povo que estava no local. Em um vídeo, que foi transmitido ao vivo através do Facebook oficial do deputado federal, deu para ver o quanto Jair é querido mesmo em meio a tantas polêmicas. Não faltaram continências de militares e até selfies com estudantes.

Vídeo mostra desfile de 7 de Setembro com homenagens a Bolsonaro

O vídeo divulgado pelo deputado federal teve mais de 500 mil exibições em sua rede social. Muita gente comentou a publicação e disse que essa seria a prova de que Bolsonaro teria mais chances de chegar ao poder.

Outros ressaltaram que era um caminho difícil a ser percorrido especialmente porque, até o momento, nenhuma legenda acertou com o político.

Confira, abaixo, o vídeo que mostra o deputado federal ser ovacionado por uma grande multidão no desfile, sendo transmitido, ao vivo, por meio das redes sociais de Bolsonaro.
Denúncia de Palocci sobre Lula pode ajudar Bolsonaro a chegar à Presidência

Nessa quarta-feira (6), Antonio Palocci deu um depoimento revelador ao juiz federal Sérgio Moro. Ele garantiu que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do Partido dos Trabalhadores (PT), teria intermediado cerca de R$300 milhões em propina. Por ter sido braço-direito de Lula, a denúncia de Palocci é vista, internamente, como o elemento essencial que faltava para enterrar a candidatura do petista, o que, sem dúvidas, deve ajudar Bolsonaro. #Sete de Setembro

FONTE: http://br.blastingnews.com

     

Gostou? Compartilhe!

  • 22.1K
    Shares