Bolsonaro lidera pesquisa com vitória humilhante sobre candidato do PT

Levantamento realizado pelo Paraná Pesquisas dá vitória tranquila a Jair Bolsonaro.
No último dia de 2017, o Instituto Paraná Pesquisas divulgou levantamento sobre as eleições de 2018 [VIDEO] e o deputado federal e pré-candidato ao pleito Jair bolsonaro (PSC-RJ) lidera a pesquisa em um dos cenários.

Bolsonaro lidera
A pesquisa realizada em todo o território nacional coloca a ex-presidente Dilma Rousseff como candidata do Partido dos Trabalhadores (PT). Bolsonaro postou a pesquisa em página no Facebook e explicou a presença de Dilma. “Ela foi cassada, mas seus direitos políticos foram mantidos”.

Durante a votação que definiu o impeachment de Dilma Rousseff, o então presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), fez um apelo aos senadores presentes na hora de votar a cassação dos direitos políticos de Dilma e ela teve os direitos garantidos, podendo concorrer a cargos eletivos.

O levantamento excluiu Lula porque o ex-presidente pode ser impedido a concorrer à Presidência se for condenado em segunda instância  pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá.

Ele foi condenado em primeira instância pelo juiz federal Sérgio Moro a nove anos e seis meses de prisão e agora será julgado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), no dia 24 de janeiro.

Contra Dilma, Bolsonaro lidera com 22,8% dos votos. A ex-presidente, surpreendentemente, aparece na segunda posição, com 13,4%. O resultado é humilhante para o PT e representaria uma derrota doída. Marina Silva (Rede) é a terceira, com 12,2%.

O governador do estado de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) é o quarto colocado no levantamento do Paraná Pesquisas, com 8,7%. Logo atrás aparece Ciro Gomes (PDT), com 7,7%.

Normalmente, Ciro aparece com cerca de 4%. O crescimento do ex-governador do Ceará pode ser explicada de forma simples: eleitores que votariam em Lula passariam a votar nele.

O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa aparece com 7,6%. Apesar de insistir em Joaquim Barbosa em seus levantamentos, o próprio ministro já afirmou que não quer concorrer em 2018.

O senado Álvaro Dias (Pode-PR) tem 4%. O atual ministro da Fazenda Henrique Meirelles foi citado por 1,1% dos entrevistados. A comunista Manuela D’Ávilla (PC do B) fecha a lista, com irrisórios 0,7%.
Bolsonaro lidera pesquisa com vitória humilhante sobre candidato do PT Levantamento realizado pelo Paraná Pesquisas dá vitória tranquila a Jair Bolsonaro.

Diogo MarcondesD. Marcondes Especialista em Esporte Autor do artigo (Revisado por F. B.) M. Vogel Vídéo editado por
No último dia de 2017, o Instituto Paraná Pesquisas divulgou levantamento sobre as eleições de 2018 e o deputado federal e pré-candidato ao pleito Jair bolsonaro (PSC-RJ) lidera a pesquisa em um dos cenários.

Bolsonaro lidera
A pesquisa realizada em todo o território nacional coloca a ex-presidente Dilma Rousseff como candidata do Partido dos Trabalhadores (PT). Bolsonaro postou a pesquisa em página no Facebook e explicou a presença de Dilma. “Ela foi cassada, mas seus direitos políticos foram mantidos”.

Durante a votação que definiu o impeachment de Dilma Rousseff, o então presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), fez um apelo aos senadores presentes na hora de votar a cassação dos direitos políticos de Dilma e ela teve os direitos garantidos, podendo concorrer a cargos eletivos.

O levantamento excluiu Lula porque o ex-presidente pode ser impedido a concorrer à Presidência se for condenado em segunda instância pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá.

Ele foi condenado em primeira instância pelo juiz federal Sérgio Moro a nove anos e seis meses de prisão e agora será julgado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), no dia 24 de janeiro.

Contra Dilma, Bolsonaro lidera com 22,8% dos votos. A ex-presidente, surpreendentemente, aparece na segunda posição, com 13,4%. O resultado é humilhante para o PT e representaria uma derrota doída. Marina Silva (Rede) é a terceira, com 12,2%.

O governador do estado de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) é o quarto colocado no levantamento do Paraná Pesquisas, com 8,7%. Logo atrás aparece Ciro Gomes (PDT), com 7,7%.

Normalmente, Ciro aparece com cerca de 4%. O crescimento do ex-governador do Ceará pode ser explicada de forma simples: eleitores que votariam em Lula passariam a votar nele.

O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa aparece com 7,6%. Apesar de insistir em Joaquim Barbosa em seus levantamentos, o próprio ministro já afirmou que não quer concorrer em 2018.

O senado Álvaro Dias (Pode-PR) tem 4%. O atual ministro da Fazenda Henrique Meirelles foi citado por 1,1% dos entrevistados. A comunista Manuela D’Ávilla (PC do B) fecha a lista, com irrisórios 0,7%.

Comentários
Seguidores de Bolsonaro comentaram a pesquisa no Facebook. “Não me espanta esses 13% da Dilma, qualquer candidato que o PT colocar vai ter essa média de 13 a 20%. O bom destas pesquisas é que da pra ter uma noção de quantos idiotas o Brasil tem”, analisou, fazendo uma crítica aos petistas.

“Vai lá Bolsonaro e salva esse país, faz uma faxina na casa e por favor não faça aliança com estes partidos podres que ficam trazendo cantor, jogador de futebol ou artista para de filiar”, comentou outro seguidor do parlamentar.

Via: blastingnews