Bomba: Deprimido e sem saída, Geddel vai delatar Temer e PMDB

A coluna Radar, da VEJA, noticiou na edição desta sexta-feira (3) que o ex-ministro e amigo pessoal do presidente Michel Temer, Geddel Vieira Lima, sondou o Ministério Público em busca de um acordo de delação premiada.

Geddel foi preso no dia 8 de setembro, dias após a Polícia Federal ter encontrado uma fortuna de R$ 51 milhões em um apartamento em Salvador, no âmbito da Operação Tesouro Perdido.

Ainda segundo a publicação, o ex-ministro procurou a Justiça já durante a gestão da atual procuradora-geral da República, Raquel Dodge e por não suportar mais a prisão quer fazer delação premiada, onde levará PMDB, políticos e Temer para um labirinto sem fim.

 

Via: jornaldopais.com.br