Bomba! Integrantes do PT ameaçam: ”prisão de Lula será declaração de guerra”

Petistas fazem declarações intimidadoras ao país por conta de possível prisão do ex-presidente.
O cenário Político brasileiro tem se mostrado muito incerto. A população não consegue mais acreditar em promessas políticas em meio a tanta corrupção. Desde que a operação Lava-Jato começou, muitos políticos famosos tiveram suas prisões decretadas. A quantidade de dinheiro que os políticos roubaram do povo brasileiro é gigantesca. Os brasileiros estão cansados de tanta impunidade, e muitas pessoas chegam a dizer que apenas o pobre vai preso, enquanto os ricos cometem crimes e ficam livres.

 

O ano de 2018 pode revelar grandes surpresas ao povo brasileiro. Tudo isso porque um político condenado pelo juiz Sérgio Moro, pode concorrer às eleições.

Luiz Inácio Lula da Silva, foi condenado por Moro a 9 anos e três meses de prisão, porém ele ainda tem chances de concorrer ao cargo supremo na política, o de presidente do país.

No próximo dia 24, o petista enfrentará mais um julgamento e isso pode mudar todo o rumo de nossa política. Se por acaso Lula for condenado, ele poderá ficar inapto a concorrer às eleições, entretanto se ele for absolvido, poderá vir como candidato a presidência e se as pesquisas eleitorais se concretizaram, ele será presidente pela terceira vez.

 

Lula foi presidente por dois mandatos seguidos e conseguiu transferir seus votos para a sucessora Dilma Rousseff, que também foi presidente por duas vezes e entretanto teve seu mandato interrompido ao sofrer um impeachment.

Protestos poderão ocorrer em todo o Brasil se Lula for condenado por unanimidade
Segundo a coluna de Mônica Bergamo, do jornal “Folha de São Paulo”, os comitês criados pelo PT podem estar se articulando para iniciar uma onda de protestos no país inteiro, se por acaso Luiz Inácio for condenado.

 

Segunda a colunista, isso poderia tornar a candidatura do petista praticamente inviável. Se Lula for preso e não receber um habeas corpus das cortes superiores, os militantes petistas poderão interpretar tal ato como uma “declaração de guerra”. Dessa forma a onda de protesto poderia ser algo permanente em nosso país.

Outro candidato
A estratégia petista é que Lula continue conduzindo a campanha eleitoral e se por acaso for realmente condenado, ele poderia indicar um outro candidato na última hora. Acredita-se que a pessoa que ele indicar pode chegar ao segundo turno e ainda vencer as eleições. O petista é muito querido no Brasil. Embora haja indícios de corrupção, os eleitores fiéis à ideologia de Lula, ainda o seguem e o aplaudem.

 

E você, o que pensa a respeito de tudo isso? Lembre-se de deixar o seu comentário. Sua opinião é muito importante para a nossa equipe e sempre ajuda no diálogo de temas com relevância para a nossa sociedade.

Via: blastingnews