Brigadeiro empareda Temer sobre convocação das Forças Armadas: “Seria uma tentativa de desestabilizar as pré-candidaturas dos 86 militares?”

O brigadeiro Raul José Ferreira Dias, ex-chefe do setor de inteligência da Força Aérea, dá declarações sobre a crise atual. O militar coloca em questão se não haveria uma tentativa de denegrir os militares ao colocá-los contra a própria sociedade.

“Eu aguardei um pouco antes de me pronunciar a respeito desse movimento dos caminhoneiros. Temos hoje um governo de um vice presidente que foi eleito pelo grupo comuno-socialista que queria transformar o Brasil no que hoje é a Venezuela… pra essa corja quanto pior melhor…

Como não tem comando a PETROBRÁS faz o que quer… os impostos trazem a ele a total responsabilidade… a responsabilidade não é da sociedade, é dele, do governo incompetente, sem gestão. E agora vem falar em utilizar as forças armadas, pra que?

Não é possível, porque a sociedade não quer que as Forças Armadas sejam empregadas dessa maneira. E aí eu pergunto, talvez com o meu cacoete do chefe do serviço de inteligência da Aeronáutica: O que há por trás disso? Não seria uma tentativa de denegrir a imagem das Forças Armadas, tão bem conceituadas. Não seria uma tentativa de desestabilizar as pré-candidaturas dos 86 militares que se colocaram a disposição para a próxima eleição?

Pense nisso e eu assino, como oficial general da FAB, Brigadeiro Dias”

Via: republicadecuritiba.net