Cármen Lúcia desiste de visitar presídio após saber de explosivos no local


A presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, foi desaconselhada de visitar o presídio de Aparecida de Goiânia.

Ela chegou a viajar até a capital goiana e a se reunir com autoridades do estado nesta segunda-feira (8), mas não foi ao presídio.
O local foi palco, na semana passada, de três rebeliões e nove mortes.

Segundo o Blog do Camarotti, em O Globo, Cármen “foi alertada inclusive de que havia explosivos dentro do complexo penitenciário, e que presos teriam armas de fogo e até granada.

Diante das novas informações, ela pediu uma nova inspeção no local.”

 

Via: papotv.com.br