Cármen Lúcia pode homologar delação de Marcos Valério a qualquer momento

Finalmente uma luz que pode significar o descanso eterno do ex-prefeito assassinado Celso Daniel. Hoje foi anunciado que o operador do mensalão, Marcos Valério, fechou acordo de delação premiada com a Polícia Federal.

As informações coletadas pelos investigadores foram encaminhadas para o Supremo Tribunal Federal (STF) porque Valério citou políticos envolvidos no chamado mensalão mineiro que detêm mandatos — o chamado foro privilegiado.

 

Foi dito pela defesa de Valério, que o operador também tratará em sua delação sobre o que chamou de ” outros assuntos”.

O documento é extenso e está no gabinete da presidente do Supremo, ministra Cármen Lúcia. Como a Corte está em recesso, a ministra pode homologar o acordo por conta própria.

A presidente do STF também pode aguardar o retorno dos demais ministros para distribuir o caso.

O povo que anseia por justiça espera que Cármen Lúcia homologue a delação o quanto antes.

Via PAPOTV