Celso de Mello desmente Folha sobre sentir-se “ultrajado” com possível presença de Moro no STF

A Folha de São Paulo noticiou recentemente que o ministro do STF Celso de Mello teria se sentido “ultrajado” com a possibilidade de Sergio Moro assumir o seu lugar em 2022.

“Não procede informação divulgada na mídia, nesta sexta-feira (2), de que o decano do Supremo  Tribunal Federal, ministro Celso de Mello, ter-se-ia  sentido ‘ultrajado’ com a perspectiva de posterior indicação de Sérgio Moro ao STF, em vaga decorrente da futura aposentadoria do decano”, afirmou o ministro em nota.

Recentemente a Folha foi alvo de outras acusações de ‘fake news’ oriundas de Jair Bolsonaro e sua equipe de campanha e do presidente da Colômbia. 

Via: republicadecuritiba.net

Compartilhe em Suas Redes Sociais