Comandante do Exercito volta a criticar corte de gastos e ameaça


O comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, criticou, nesta segunda-feira (14) a situação crítica, em sua avaliação, que ameaça as Forças Armadas em função de limitação orçamentária imposta pelo governo.

Em tom de ameaça, ele disse que se não houver alguma liberação de recursos contingenciados, as Forças Armadas poderão ter problemas a partir do próximo mês.
“Está ficando uma situação muito difícil porque pode prejudicar nossas capacidades, essenciais para o momento que estamos vivendo”, disse Villas Bôas. “Nos preocupa muito que nossa capacidade de atender essas demandas seja comprometida”, completou o general.

 

“Temos, pelas características do território, capilaridade, presença em todo o território nacional. E é muito perigoso criarmos vazios. Por enquanto, não está sendo considerada essa possibilidade”, finalizou.

 

A informação é do Valor