Comandante revela a falcatrua arquitetada por Roberto Teixeira para acabar com a VARIG

O ex-comandante da Varig Eduardo Letti, que trabalhou durante 20 anos na companhia, resolveu nesta quinta-feira (25), no dia seguinte em que o ex-presidente Lula foi condenado em 2ª instância, despejar nas redes sociais toda a falcatrua que foi o fim fraudulento da empresa, o esquema que teria sido arquitetado pelo advogado Roberto Teixeira, com toda a cobertura do meliante petista.

Veja abaixo o relato. É estarrecedor:
Senhoras e senhores!
Vejam só como a vida dá voltas.
Sabem quem é o advogado de Lula?
Chama-se Cristiano Zanin Martins.
E quem é Cristiano Zanin Martins?
Cristiano Zanin Martins é casado com Valeska Teixeira, filha de Roberto Teixeira.
Portanto Christiano é genro de Roberto Teixeira.
Mas quem é Roberto Teixeira?
Pra quem não sabe, Roberto Teixeira é dono do escritório Teixeira & Martins advogados.
Tem mais, Lula é padrinho de casamento de Cristiano e Valeska.
Portanto, Lula e Roberto Teixeira são compadres.
Lula é “dindo” de Cristiano e Valeska.
Tá, mas o que isso tem a ver?
Tem a ver com a VARIG, mais precisamente com o fim da VARIG.
Relembrando, Roberto Teixeira foi o responsável por arquitetar juridicamente o golpe que foi a venda fraudulenta e ilegal da Varig em 2006 para o fundo estrangeiro Matlin Patterson, chefiado por um Chines larápio, chamado Lap Chan (foto abaixo).

Na foto da quadrilha que liquidou a VARIG, Cristiano aparece ao lado de Valeska (vestido branco). A sua esquerda, Lap Chan, o Chinês bandido. Roberto Teixeira é o ultimo a direita.
A foto tem dedicatória de Lula.
“Ao amigo Marco Audi, um abraço, Lula”.
Tem que ampliar a foto para poder ler a dedicatória.
Entenderam?
Os fatos:
Lap Chan comprou a Varig na bacia das almas por 57 milhões de Reais num Leilão realizado dia 20 de Julho de 2006, no hangar da empresa, no aeroporto Santos Dumont.
Um ano depois, Lap Chan vendeu a parte boa da empresa, os chamados ativos, para o Grupo Aurea – Leia se GOL – do Nenê Constantino por 320 milhões de dólares.
O passivo, incluindo as rescisões trabalhistas foi para as “calendas gregas”.
Tudo arquitetado nos bastidores com aval do governo corrupto de Lula.
Estima-se que o escritório de Roberto Teixeira tenha levado 6 milhões de dólares para ajudar a liquidar com a VARIG.
Ao mesmo tempo em que matava a VARIG, o governo de Lula emprestava bilhões de reais do BNDES a fundo perdido para Cuba, Venezuela e Moçambique, entre outros.
O tempo passou e de tanto ajudar fazer falcatruas, Roberto Teixeira é hoje mais um réu na Lava Jato.
Roberto Teixeira e Cristiano Zanin, além de genro e sogro, são sócios no escritório de advocacia Teixeira & Martins advogados.
Entenderam?
Esta turma vem fazendo sacanagem há muito tempo. Prejudicaram muita gente.
Como disse John Kennedy: “Perdoe seus inimigos, mas não esqueça seus nomes”.
Então, em nome dos nove mil funcionários da VARIG, vítimas de um crime de lesa-pátria, que foram para o olho da rua em 2006, sem receber um centavo de rescisão trabalhista, hoje é um dia de celebração.
O império que estes bandidos montaram em cima de corrupção e sacanagem está ruindo.
O poder já lhes foi tirado, a liberdade começa a ser tirada. Falta resgatar o patrimônio amealhado de maneira fraudulenta.
No final de tudo, só a verdade os libertará.
Em tempo: será que Cristiano será o advogado de defesa do sogro quando este for julgado por Sergio Moro?
Ou se dará por impedido?
Boa sorte ao Cristiano e ao Roberto Teixeira, enquanto bebo minha champagne por aqui.
Viva a VARIG!
Eduardo Eidt Letti – Piloto da Varig por 20 anos.

Via: JORNAL DA CIDADE ONLINE