‘Começo de uma parceria pela liberdade e prosperidade’, diz Bolsonaro ao chegar em Washington

Presidente do Brasil se encontrará com Donald Trump na terça-feira. Grupo de manifestantes protesta contra Bolsonaro em frente à Casa Branca

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) pousou na tarde deste domingo (17) na Base Aérea de Andrews, em Washington, e afirmou em suas redes sociais que sua visita aos Estados Unidos representa o início de uma “parceria pela liberdade e prosperidade”.

Horas antes de o avião presidencial chegar na capital norte-americana um grupo de cerca de 50 pessoas protestou contra Bolsonaro em frente á Casa Branca. Os manifestantes levaram faixas contra criticando “líderes racistas” e “facistas” que chegaram ao poder nos últimos anos em várias regiões do mundo.

Por meio de suas redes sociais, Bolsonaro escreveu mensagens sobre o encontro com o presidente Donald Trump e dizendo que por muito tempo presidentes brasileiros adotaram a “postura antiamericana” nas políticas internacionais.

“Pela primeira vez em muito tempo, um presidente brasileiro que não é antiamericano chega a Washington. É o começo de uma parceria pela liberdade e prosperidade, como os brasileiros sempre desejaram”, escreveu Bolsonaro.

Ele postou ainda dizendo que se sente honrado em se hospedar na Blair House, local próximo da Casa Branca destinado a visitas de Chefes de Estado. “É uma honraria concedida a pouquíssimos Chefes de Estado, além de não custar um centavo aos cofres públicos. Agradecemos ao governo americano a toda respeito e carinho que nos está sendo dado”, disse.

Além de Bolsonaro, o local já recebeu os presidentes brasileiros Dilma Rousseff, Luiz Inácio Lula da Silva e Fernando Henrique Cardoso.

O avião presidencial decolou de Brasília por volta das 8h deste domingo. Antes do embarque, o presidente transmitiu o cargo ao vice-presidente General Hamilton Mourão.

Bolsonaro e o presidente norte-americano Donald Trump devem assinar na próxima terça-feira (19) o Acordo de Salvaguardas Tecnológicas entre o Brasil e os Estados Unidos.

A medida vai permitir o uso comercial da base de lançamentos aeroespaciais de Alcântara, no Maranhão. Estima-se que, em todo o mundo, ocorra uma média de 42 lançamentos comerciais de satélites por ano.

Gostou? Compartilhe Com seus Amigos!