Como um candidato “anti-Lula” pode deixar viaduto receber nome de Marisa? Doria terá que se explicar

Como vimos anteriormente, o prefeito em exercício de São Paulo, Milton Leite (DEM), sancionou nesta sexta-feira, 29, o projeto aprovado pela Câmara de Vereadores que dá o nome de Dona Marisa Letícia, mulher do ex-presidente Lula, a um viaduto no bairro de Santo Amaro, zona sul da capital paulista. A obra será inaugurada no dia 3 de janeiro. As informações são do Estadão.
Enquanto isso, o prefeito João Doria está em viagem. Ele poderia ter vetado o projeto antes. Nada fez. Sobrou para Milton Leite (DEM) fazer o serviço.

 

O clima nas redes sociais já permite a conclusão de que Doria queimou seu filme com a decisão.

Ao adotar a posição de “anti-Lula” por tantos meses, Doria aumentou a pressão sobre si próprio. Com isso, a conivência diante dessa homenagem a Marisa está tendo altíssimo preço político .

 

Sinceramente, não consigo imaginar neste momento uma boa argumentação para quando Doria voltar e ter que explicar como deixou isso acontecer.

Alguém pensou em uma explicação que pudesse justificar o injustificável?

Seja lá como for, agora é só aguardar a explicação com o saco de pipocas em mãos.

 

 

Fonte: www.ceticismopolitico.org e jornaldopais.com.br

       

Gostou? Compartilhe!

  • 3.8K
    Shares