Defesa de Lula entra com habeas corpus para impedir Emílio Odebrecht de falar

A defesa do ex-presidente Lula, buscando mais uma vez protelar o andamento dos processos na ‘República de Curitiba’, tentou nesta segunda-feira (5) impedir o depoimento do empresário Emílio Odebrecht.

Os advogados do ex-presidente propuseram um habeas corpus, com pedido de liminar, no Tribunal Regional Federal (TRF-4) para cancelar o depoimento.

De acordo com Cristiano Zanin, o mais delirante advogado de Lula, documentos juntados aos autos pelo Ministério Público, não tiveram tempo hábil para serem analisados pela defesa.

O HC não chegou a ser analisado, pelo TRF 4.

Zanin já avisou que vai pedir a nulidade do ato, ou seja, da oitiva de Odebrecht.

O que ele tenta esconder? Ou a intenção é meramente conturbar?

Felizmente não está conseguindo, pois, não obstante a eloquência e a deselegância, perde todas para Moro.

Via jornaldacidadeonline.com.br