Defesa de Lula também mentiu sobre dinheiro bloqueado

Os advogados que defendem os interesses do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em mais uma medíocre aventura, peticionaram requerendo que o juiz Sérgio Moro determinasse a liberação de pelo menos a metade dos valores bloqueados em contas, aplicações e fundos de previdência do ex-presidente, sob a alegação de que pertenceriam a dona Marisa Letícia.

No total, Moro bloqueou R$ 606 mil em contas e pouco mais de R$ 9 milhões em planos de previdência.

O magistrado, sempre tranquilo e paciente, não indeferiu o pedido. Aliás, demonstrou que poderia até atendê-lo, desde que fossem apresentados os documentos de comprovação de origem dos recursos. Para tanto foi dado um prazo de 15 dias.
Passaram-se os 15 dias. Amanhã, no primeiro dia do mês de outubro, serão completados 20 dias, e nada. Nenhum documento foi apresentado.

Escolha uma das alternativas:
(A) Não estão precisando do dinheiro.
(B) Não há como demonstrar a origem da grana.
(C) Ainda não deu tempo de fabricar novos documentos falsos.

 

Via: jornaldacidadeonline.com.br

     

Gostou? Compartilhe!

  • 2.5K
    Shares