Delegado que comanda as investigações sobre atentado contra Bolsonaro foi assessor de Fernando Pimentel do PT