Deltan Dallagnol: “A Ideia De Anular Provas Porque Elas Vazaram Não Faz Qualquer Sentido”

Deltan Dallagnol concedeu uma boa entrevista à rádio Jovem Pan na qual ofereceu algumas respostas às críticas que sempre estão fazendo à operação Lava Jato. No que parecia ser uma resposta a Gilmar Mendes, que havia falado em anular provas porque teriam sido vazadas para a imprensa, o procurador foi bem claro: “A ideia de anular provas porque elas vazaram não faz qualquer sentido“.
“Isso viola os parâmetros básicos da teoria probatória, da teoria de anulação de provas. Porque você anula o uso de uma prova quando ela teve origem ilícita. Se eu usasse a prova vazada a partir do vazamento dela, aí sim alguém poderia discutir a licitude ou não do uso dessa informação. Mas nós não usamos a prova a partir do vazamento, nós usamos a prova a partir da origem dela.”
O depoimento de Deltan parece em sintonia com o entendimento de Janaina Paschoal, quando ela destacou que a lei não diz que vazamento de delação inviabiliza a homologação.