Deltan empareda Gilmar Mendes: “Saia às ruas, Ministro, e verá que as críticas vêm de todo lado”

Após a jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, afirmar ter a informação de que ministros do STF pretendiam instaurar inquérito de ofício para investigar procuradores da Lava Jato por criticarem o Supremo, o procurador Deltan Dallagnol deu uma dura resposta, com um ataque direto ao ministro Gilmar Mendes.

Leia abaixo as declarações de Deltan Dallagnol:

Se a declaração ocorreu como retratado por Bergamo, é um atentado à liberdade de expressão não só de Carlos Fernando, mas de centenas de promotores, procuradores e juízes que têm e usufruem do direito de crítica, como profissionais, acadêmicos e cidadãos.

A instauração de inquérito para o qual o STF não tem competência se alinha às tentativas de aprovar leis da mordaça para calar o MP na defesa do interesse da sociedade contra poderosos. Tentativas tendem a expandir como estratégia para impedir mudanças e reações contra ataques injustos.

Não são críticas que mancham imagem do tribunal, mas posturas como a do Ministro Gilmar Mendes, que vive atacando injustamente a Lava Jato e seus agentes, como o procurador Janot, o juiz Moro e procuradores de Curitiba. Como querer impor a outros limitações que tal Ministro não impõe a si?

Cumpre fazer coro ao que o Ministro Joaquim Barbosa disse para Gilmar Mendes, no Mensalão: saia às ruas, Ministro, e verá que as críticas vêm de todo lado. Em vez de instaurar inquérito, caberia refletir mais detidamente sobre a razão pela qual tantas avaliações críticas estão sendo dirigidas ao STF.

Via: republicadecuritiba.net