Depoente na CPMI Fake News desmonta jornalista que acusou Bolsonaro e Eduardo faz alerta

Em depoimento na CPMI Fake News, também conhecida como “CPI da Censura”, Hans River do Rio Nascimento, ex-funcionário da empresa Yacows, fez graves acusações contra a jornalista Patrícia Campos Mello, responsável por matéria depreciativa contra o presidente Jair Bolsonaro na Folha de São Paulo.

O depoente assestou métodos escusos e antiéticos da jornalista, além de envolver o PT no uso de disparos ilegais durante as eleições.

O deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, advertiu: “A jornalista hoje é correspondente internacional. Veja até onde vai o escrúpulo do ser humano. Eu fiquei perplexo, mas não duvido que a jornalista tenha se insinuado em troca de informações. É como a Dilma Rousseff falava, fazem o diabo pelo poder!”.

Veja o Vídeo.