Dias Toffoli diz que Judiciário não deve “satanizar” políticos

O vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro José Antonio Dias Toffoli – também conhecido como o ‘mais petista’ dos Ministros – disse hoje (15), em Washington, que o Poder Judiciário tem que ter prudência na sua atuação, já que, “se nós quisermos não só moderar os conflitos da sociedade, mas se quisermos ditar o que é o futuro da sociedade, sem ter o poder político representativo, nós estaremos cometendo um grande equívoco”, afirmou. Toffoli também disse que “nós, juízes, não temos que satanizar a política ou os políticos, porque ali é a seara do jogo democrático”.

O ministro, que assume a presidência do STF em setembro próximo, fez as declarações durante palestra a professores e estudantes de direito da American University, onde participa de um simpósio sobre compliance (mecanismos empregados pelas empresas para prevenir, detectar e dar respostas em casos de práticas de corrupção).

Com esta declaração, fica implícito que a linha de atuação do STF após a posse de Toffoli será ainda mais benevolente com os políticos envolvidos em esquemas de corrupção.
Via: republicadecuritiba.net