Dinheiro de Lula, apreendido por Sérgio Moro, daria para comprar 12 Ferraris douradas


Além de hipócrita, os esquerdistas também têm dificuldade de interpretação de texto. Anteriormente, havíamos publicado sobre um vídeo que circula na web. Na postagem, citávamos que neste vídeo, os internautas sugeriam que o piloto da Ferrari seria o filho de Lula.
Em momento algum confirmamos a informação. Pelo contrário, no final do post dizíamos que não era possível confirmar com precisão se o indivíduo era mesmo o filho do condenado.

A esquerda, que não consegue interpretar um texto sequer, nos atacou, chamando-nos de mentirosos.

Para que fique claro, o objetivo do site PapoTV não é investigar as pessoas, mas sim, mostrar aos seu leitores o que está bombando da rede.

Na publicação sobre a Ferrari, citamos a página do Facebook que publicou o vídeo e incorporamos tal publicação. Porém, após percebermos que está publicação havia caído da fonte publicada, resolvemos retirar nossa publicação do ar também.

No entanto, temos um presentinho para os esquerdistas que nos atacaram.

De acordo com a publicação do Terra de 31 de março de 2014, um campeão de kickboxing cobriu Ferrari 458 Spider em vinil ouro.

O modelo é o mesmo do vídeo em que, SUPOSTAMENTE, o filho de Lula aparece dirigindo.

“O iraquiano campeão de kickboxing revestiu o modelo 458 Spider, avaliado em 200 mil libras esterlinas (R$ 754.150,37), em vinil ouro, de acordo com o site do jornal Daily Mail. O revestimento saiu por 4.000 libras (R$ 15.083)”, diz a publicação.

Ou seja, somando os R$ 9 milhões confiscados pelo juiz Sérgio Moro do ex-presidente Lula, mais os R$ 600 mil que estavam em contas do petista, seria possível comprar 12 Ferraris dourados.

Vele lembrar que, em depoimento a justiça federal de Brasília, Lula afirma que recebia doações dos filhos.

Portanto, seria completamente natural que o filho dele, desfilasse com uma Ferrari destas por aí, fora do Brasil.

Abaixo, o vídeo do depoimento de Lula dizendo que recebe doações dos filhos:

Via: PAPOTV