Dodge pega Lewandowski no contrapé e destrói argumentação de HC de Lula

A cota do Ministério Público Federal da lavra da procuradora-geral de Justiça Raquel Dodge, no pedido de Habeas Corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é um verdadeiro balde de água fria nas pretensões de Ricardo Lewandowski.

O fato notório é que diante de tudo o que já aconteceu não há como se discutir um novo habeas corpus em favor do petista.

“É absolutamente impróprio, portanto, que Luiz Inácio Lula da Silva, inconformado com as decisões proferidas ao longo dos mencionados incidentes processuais, inclusive com uma proferida por órgão colegiado dessa Suprema Corte, resolva renovar a discussão em mais um Habeas Corpus”, diz a procuradora.

E arremata:

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

“Diversamente do que sustentam os impetrantes, trata-se de condenação robusta, fruto de processo em que asseguradas todas as garantias constitucionais e legais, e não um ato de perseguição”.

A rigor, não existe a menor possibilidade jurídica de Lula ser solto.

Se a 2ª turma ousar fazê-lo será mais um gravíssimo atentado contra a boa Justiça.

Lewandowski e Gilmar Mendes estão dispostos a pagar pra ver.

Com essa manifestação de Dodge, improvável que obtenham mais um voto para completar a maioria.

 

Via: Jornal da Cidade Online

Compartilhe em Suas Redes Sociais