Dona de rede de farmácias, grávida de ex-namorado, refuta aborto e paga com a vida no RJ

O casal se conhecia há quase dez anos, foram namorados, mas acabaram rompendo o compromisso.

Entretanto, o término do namoro não impediu a continuidade da relação amorosa.

O dentista Thiago Medeiros (33) e a farmacêutica e dona de várias farmácias Nathalie Rios Motta Salles (37) continuaram tendo encontros ao longo de todos esses anos.

Paralelamente, Thiago iniciou uma outra relação amorosa e estava prestes a se casar. A noiva, uma médica.

O ‘acidente de percurso’ foi a gravidez de Nathalie.

A polícia trabalha com a tese de que o dentista teria tentado convencê-la a fazer um aborto, mas não obteve êxito. Nathalie estava disposta a levar adiante a gravidez.

Assim, de acordo com as evidências, no desespero com a possibilidade de ter o seu noivado prejudicado por uma eventual revelação da gravidez e do caso com a empresária, o rapaz teria decidido cometer o crime.

A sua prisão temporária foi decretada, mas ele nega a autoria. Admite que teve um encontro com a vítima na quinta-feira (22), mas, de acordo com a sua versão, teria deixado a ex-namorada no Aterro do Flamengo e seguido viagem para Vassouras, sua cidade natal, no interior do Rio, a 120 km da Capital.

Na sexta-feira (23), um corpo foi encontrado carbonizado dentro de uma pilha de pneus, em um lugar deserto a cerca de dez quilômetros do centro de Vassouras.

O cadáver estava irreconhecível e com todos os dentes arrancados, certamente para prejudicar a identificação.

Alguns detalhes, como os brincos, por exemplo, permitiram o reconhecimento por familiares. O corpo era de Nathalie.

Thiago foi detido neste domingo (25) e durante mais de 10 horas de depoimento insistiu na negativa da autoria.

Via jornaldacidadeonline.com.br