Em evento, Lula ataca a Lava Jato, Sergio Moro e Bolsonaro

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva prometeu nesta sexta-feira, 11, que, se voltar à Presidência da República, fará a regulação legal dos órgãos de imprensa.

Lula também fez duras críticas à Operação Lava Jato, ao juiz Sérgio Moro e a Jair B0lsonaro e disse que não irá “morrer antes de voltar a governar o País”

Lava Jato

O ex-presidente declarou que a Lava Jato não é uma operação judicial. “Quem compõe a força-tarefa é um partido político.” Para ele, a Petrobrás e a indústria naval estão sendo destruídas nesse processo.

Moro

Lula também fez críticas à sua condenação pelo juiz Sérgio Moro no caso do triplex do Guarujá.

O ex-presidente disse que nenhum réu pode estar acima da lei, mas nenhum juiz também está acima dela. “Tenho consciência que o Moro não é mais honesto que eu e que nenhum procurador ou delegado é mais honesto do que eu”, afirmou

Bolsonaro

Para Lula, para ter chances de vencer o pleito do ano que vem e regressar à chefia do Executivo nacional, a esquerda precisa “juntar os cacos” e se unir para duelar com o que ele considera ser uma corrente conservadora. “Tudo que … – eles [seus opositores] fizeram no país contra nós foi parir o Bolsonaro”, disse. “Eles já sabem qual é o defeito do Bolsonaro. (…) É o que eles deixaram”, disse

O evento na Faculdade de Direito da UFRJ foi chamado de Ato pela Reconstrução do Estado Democrático e de Direito.

fonte: AE e mspontocom.com.br