Em jantar, Dias Toffoli ressalta diferença de Cármen Lúcia

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, afirmou, durante um jantar com amigos, que fará um comando diferente no STF ao assumir o lugar da ministra Cármen Lúcia. No dia 13 de setembro, ele vai estar a frente da Corte e já avisa que sua gestão não vai ser condizente com a atual. Toffoli tem sido um ministro que preocupa muito os procuradores da Operação Lava Jato. Eles temem que o ministro tenha decisões que abafem a operação e prejudiquem as investigações.

No jantar, o magistrado comentou à pessoas próximas que se diferenciará de Cármen Lúcia num ponto: “Ela ouve as ruas. Eu ouvirei os autos”. A matéria com os dizeres do ministro foi publicada pela revista Veja, neste domingo (12). Dias Toffoli ficará por 2 anos no comando do Supremo.

Mesada de R$ 100 mil
De acordo com as informações do site “O Antagonista”, o ministro ainda deve explicações sobre uma mesada que ele recebe todo mês no valor de R$ 100 mil. As informações estão presentes na revista Crusoé e, até agora, não foram explicadas pelo magistrado.

Segundo as informações, a mesada é transferida da conta de sua esposa, a advogada Roberta Maria Rangel, para a dele. Os repasses foram feitos a partir de 2015 e já somam um total de R$ 4,5 milhões. Conforme a reportagem, destes R$ 100 mil, metade é transferido para sua ex-mulher, Mônica Ortega, e a outra parte é para suprir suas despesas pessoais.

Um detalhe que chamou a atenção é que a conta tem sido administrada por um funcionário de Dias Toffoli. Ele trabalha no gabinete do ministro. A Área do Banco Mercantil teria encontrado irregularidades e possíveis indícios de lavagem de dinheiro nas transações feitas. Entretanto, a direção do banco pediu para que os dados não fossem encaminhados ao Coaf, órgão de inteligência financeira do Brasil. O correto seria que todos os bancos que suspeitassem de contas irregulares encaminhassem para que o Coaf agisse. Toffoli não se manifestou o permaneceu em silêncio diante de todos os fatos.

Fonte:NOTÍCIAS AO MINUTO e BRASIL NO ATO

Compartilhe em Suas Redes Sociais