Ex-presidente da OAS reafirma que reforma do sítio de Atibaia foi paga com propina

O ex-presidente da OAS, Leo Pinheiro, reafirmou que o valor da reforma no sítio de Atibaia (SP) foi descontado de uma conta corrente de propina que a empreiteira tinha com o Partido dos Trabalhadores (PT). 

Pinheiro prestou depoimento à Justiça Federal nesta sexta-feira (9). Ele também disse que a reforma do triplex do Guarujá (SP) também saiu dessa conta. A OAS diz ter bancado a reforma da cozinha do sítio, que custou R$ 170 mil. 

Pinheiro e os ex-executivos da empreiteira Paulo Gordilho e Agenor Franklin Medeiros, foram interrogados nesta sexta pela juíza federal Gabriela Hardt, da 13ª Vara da Justiça Federal de Curitiba., que substitui o juiz Sérgio Moro.

Via: PAPOTV

Compartilhe em Suas Redes Sociais