Expressão dita por Sérgio Moro em 2015 está causando pânico em Brasília