Falta de energia mata dezenas de pessoas na Venezuela

Dezenas de pessoas foram mortas na Venezuela como resultado de uma queda de energia que assola o país desde quinta-feira. Queda consequente de um regime socialista que vem minando um país, possuidor de riquezas extraordinárias e um povo sofrido que clama por libertação.

A VPI TV relatou nesta manhã que pacientes neonatais morreram no Hospital Universitário de Maracaibo, Estado de Zulia, desde que o blecaute começou na quinta-feira do dia 7 de março. Não foi confirmado exatamente o número de mortos ainda.

Neste último sábado, quinze pacientes renais morreram em um hospital porque o equipamento de diálise não funcionou devido à falta de eletricidade.

Devido à falta de energia, uma senhora da cidade de Valência chegou em um necrotério com a filha de 19 anos nos braços, após não conseguir atendimento em posto de saúde. A menina estava desnutrida e pesava apenas 10 quilos; uma cena muito semelhante às vistas no Holocausto e que chocou o mundo nas redes sociais neste final de semana.

No momento a falha foi corrigida na maioria dos lugares, mas nesta segunda-feira as escolas e empresas no país permanecerão fechadas, relatou o ministro da Informação Jorge Rodriguez na televisão venezuelana.

O presidente interino Juan Guaidó acusa Nicolás Maduro e seu governo socialista genocida de causar a falta de energia. Guaidó pede ao parlamento que declare estado de emergência, para que a população possa ser ajudada.

Fonte: Conexão Política

Gostou? Compartilhe Com seus Amigos!