Gabriela Hardt transforma prisão de herdeiro da OAS em preventiva

A juíza Gabriela Hardt acaba de marcar mais um golaço em nome do Brasil anti-corrupção:

Transformou a prisão temporária de César Araújo Mata Pires, acusado de comandar o esquema de propina da OAS para o PT na construção da sede da Petrobras em Salvador, em prisão preventiva.

Agora, para deixar a cadeia, Mata Pires deverá pagar uma fiança de R$28,9 milhões.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Informação dO Antagonista.

Compartilhe em Suas Redes Sociais

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.