General da Defesa descarta intervenção militar

Os pedidos crescentes de intervenção militar estão incomodando e muito o governo.

Nesta quarta-feira, militares que integram o governo de Michel Temer resolveram ocupar os jornais para descartar qualquer possibilidade de golpe.
Um deles foi o ministro da Defesa, general Joaquim Silva e Luna, que rechaçou essa possibilidade, em entrevista ao Estado.

Silva e Luna lembrou que as Forças Armadas só agem dentro da legalidade e declarou que o “único caminho” para os militares chegarem ao poder “é pelo voto”.

Questionado se “incomoda a vocês, militares, esses pedidos de intervenção”, ele respondeu:

Incomoda sim, porque pode dar a impressão de que as Forças Armadas estão por trás de uma insuflação, o que não é verdade. Além disso, intervenção militar é inconstitucional. O caminho do acesso ao poder é pelo voto. É o único caminho.

Via: PAPOTV

     

Gostou? Compartilhe!