General questiona se militares aceitariam, passivamente, subordinação a Lula