Gilmar Mendes ataca Cármen Lúcia e confusão se inicia no Supremo

O ministro não poupou as palavras e atitude poderá causar terror na Suprema Corte.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes é um dos nomes que possivelmente agirá em favor do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva. Nesta segunda-feira, 19 de março, ele distribuiu um habeas corpus apresentado pela Associação de Advogados do Ceará. O documento é contra a prisão de condenados em segunda instância.





A situação de Lula se complicou na Justiça. Muito próximo de ir para a cadeia, o petista utiliza todos os recursos disponíveis para se livrar da pena estabelecida pelos desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4° Região. O habeas corpus coletivo que está sendo blindado por Gilmar Mendes tem o poder de tirar Lula da prisão e, consequentemente, o ministro faz um duro ataque à presidente do Supremo, Cármen Lúcia.

A defesa de Lula apelou diversas vezes para que Cármen Lúcia coloque em pauta o habeas corpus. A ministra teve uma atitude firme, enfatizando que não irá rediscutir a respeito de condenação em segunda instância, pois, pelo entendimento do STF, o réu poderá ser condenado e não há motivos que façam a ministra querer tratar desse assunto novamente.





As chances de Lula ir para a cadeia só aumentaram, mas agora o ex-presidente vê uma esperança no fim do túnel com a decisão de Mendes. O ministro poderá atropelar as decisões de Cármen Lúcia e colocar o habeas corpus em julgamento. No entanto, o ministro ainda tem mais uma pedra no caminho, que é a ministra Rosa Weber.

Pelo que tudo indica, Weber manterá seu voto em favor da norma estabelecida no STF em 2016, no qual o réu pode ser preso logo após condenação em segunda instância.

Assim como Cármen Lúcia, Rosa tende a mostrar uma postura rígida em suas decisões e não abrirá o caminho facilmente para a salvação de Lula.

Decisão de Gilmar Mendes assusta o mercado financeiro
Em entrevista para o portal do jornal carioca O Globo, Mendes fez uma indireta a Cármen Lúcia, dizendo que queria ter os dons da Mãe Dinah para conseguir captar o sentimento do povo. As falas soaram como uma grande ataque a presidente do Supremo.





Logo após Mendes distribuir o habeas corpus, a Ibovespa teve uma queda considerável. Em outras ocasiões o mercado já mostrou que é a favor a prisão de Lula. Segundo o portal InfoMoney, a Bolsa de Valores afundou ao notarem que Mendes se tornou a esperança de Lula.

Cármen Lúcia se mantém firme
A ministra do STF enfatizou que a questão sobre prisão em segunda instância só será votada se algum ministro atropelar a pauta do Supremo e conseguir colocar na mesa o assunto. Gilmar Mendes é o nome propício para isto acontecer, mas ainda há o ministro Marco Aurélio Mello, outro nome que será capaz de colocar a discussão em votação no plenário da Corte.

 

Via: blastingnews

Gostou? Compartilhe!
  • 4.9K
  •  
  •  
  •  
  •  
    4.9K
    Shares