Gilmar Mendes tira sarro na cara de Cármen Lúcia

A presidente do Supremo, ministro Cármen Lúcia, havia solicitado ao ministro Gilmar Mendes, para que se manifestasse sobre um pedido de suspeição protocolado contra ele. O pedido de suspeição foi feito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.
Gilmar disse que não se considera suspeito para julgar casos relativos ao empresário Jacob Barata Filho, o “rei do ônibus” no Rio.

Até aí normal. Gilmar é teimoso e se acaha o dono da República. No entanto, o ministro começa a manifestação com uma tiração de sarro.

“Todos esses que aí estão / Atravancando meu caminho / Eles passarão/ Eu passarinho!” , diz o início do documento reproduzindo um trecho da obra “Poeminho do Contra”, do poeta Mário Quintana (1906-1994).

A Folha lembra que Gilmar tomou posse no STF em junho de 2002. Nascido em dezembro de 1955, tem 62 anos. A aposentadoria compulsória no tribunal é aos 75 anos –ou seja, ele tem outros 13 de atuação na corte.

Se o povo não pressionar a Corte nas ruas para que Gilmar seja impedido, teremos que assisti-lo dar ordens na República por um bom tempo.

Via: papotv.com.br