Google, Facebook e Twitter têm motivos para não gostar de Bolsonaro

É nítido que o Google, Facebook e Twitter estão reduzindo alcance de postagens pró-Bolsonaro. 

A razão para isso pode estar nos dados repassados para o TSE a pedido do ministro Luis Roberto Barroso. 

O Google informou que a campanha de Jair Bolsonaro para a Presidência da República gastou apenas R$ 1 mil com impulsionamento de conteúdo.

A legislação eleitoral permite a contratação desse tipo de serviço.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Facebook e Twitter informaram mais cedo que não houve gasto de Bolsonaro com impulsionamento nessas plataformas.

Vejam só: Bolsonaro conseguiu se eleger gastando míseros R$ 1 reais nestas plataformas. 

Os gigantes da mídia devem estar se perguntando agora: Como isso é possível?

 

Via: PAPOTV

Compartilhe em Suas Redes Sociais