Haddad não vai visitar Lula na cadeia, mas envia ‘subordinado’ em seu nome

O candidato tenta a estratégia de não vincular sua candidatura ao ex-presidente Lula, como fez no primeiro turno, e enviou o tesoureiro do PT.
O candidato do PT à presidência da República, Fernando Haddad, decidiu evitar algumas idas à Superintendência da Polícia Federal, onde se encontra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O líder do PT foi condenado a 12 anos e 1 mês de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro em decorrência de supostos favorecimento de propina na ação penal envolvendo o triplex no Guarujá.

Mesmo evitando um breve contato com Lula, Haddad, no entanto, decidiu enviar um preposto num sinal de referência a Lula. Emidio de Souza, tesoureiro do PT, foi visitar o Lula na cadeia. Dessa forma, segundo detalhou o jornalista do UOL, Josias Souza, ainda existe uma certa correlação entre Lula e Haddad.

As mensagens seriam enviadas ao tesoureiro do partido, que depois repassaria para o candidato.

Seja sempre o primeiro a saber, Baixe o nosso aplicativo gratuito, informações diárias do Presidente Jair Bolsonaro e Notícias da Operação Lava Jato!

Um dos objetivos das frequentes visitas de Haddad em Curitiba era fazer com que houvesse uma rapidez na transferência de eleitores de Lula para ele. Entretanto, junto com essa transferência, a imagem do candidato acabou sendo manchada pela enorme rejeição do ex-presidente. Ainda mais diante de um adversário, o candidato do PSL, Jair Bolsonaro, que tem tido um discurso fervoroso de “anti-PT”.

Com um pé no Planalto
Na concepção do jornalista Josias, Bolsonaro já está com um pé no Planalto, e as pesquisas têm indicado isso. De acordo com ele, quando Bolsonaro colocar os dois pés, aí chegará a hora da cúpula do PT analisar todos os erros, da mesma forma que disseram e divulgaram que o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff foi golpe.

O PT pode perceber que a ideia de ligar Haddad a Lula foi um erro. Outro detalhe analisado pelo jornalista é que Lula não poderá frisar a retórica de que é um preso político, já que a maioria dos brasileiros não está apoiando essa ideia.

Nova pesquisa do Ibope
Nesta segunda-feira (15), saiu a nova pesquisa de intenção de votos para à presidência da República e mostrou que Bolsonaro está mesmo muito próximo da vitória. Nos votos válidos, Bolsonaro chegou a 59% da preferência dos eleitores e Haddad ficou com 41%.

Se for analisar os votos totais, ou seja, incluindo os brancos e nulos, os dados são o seguinte:

Jair Bolsonaro: 52%

Fernando Haddad: 37%

Em Branco/Nulo: 9%

Não sabe: 2%

No aspecto rejeição, os dados são os seguintes:

35% não votaria de jeito nenhum em Bolsonaro

47% não votaria de jeito nenhum em Haddad

O segundo turno está marcado para o dia 28 de outubro, um domingo.

Via: blastingnews

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA COM OS SEUS AMIGOS

  • 1.9K
    Shares