“Haddad torna-se réu e resta saber se está sendo processado, preso ou mesmo absolvido. O texto vai te mostrar tudo.

O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, tornou-se réu em uma ação penal por corrupção passiva e também lavagem de dinheiro.

A denúncia do Ministério Público do Estado foi aceita e agora resta apenas esperar os trâmites.

O juiz Leonardo Barreiro, da 5° Vara Criminal da Barra Funda foi o magistrado que aceitou a denúncia. De acordo com o MP, Haddad teria pedido em 2013 e por meio de João Vaccari Neto, 3 milhões da empreiteira UTV.

Supostamente era para pagar dívidas de campanha com a gráfica de Francisco Carlos de Souza. O mesmo é conhecido como ‘Chicão Gordo” e é ex-deputado estadual pelo próprio Partido dos Trabalhadores (PT).

A denúncia, que partiu de delações feitas na Operação Lava Jato, afirmou que a empreiteira fez o repasse de 2,6 milhões a Haddad.

Vale destacar que o magistrado, não aceitou a acusação de crime de quadrilha contra Haddad.

O Haddad disse?

O ex-prefeito Fernando Haddad se defendeu e foi por meio de uma nota oficial que a assessoria de imprensa soltou.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Desse modo, é o momento mais acertado para conferir e a seguir você terá partes relevantes dessa nota:

“A denúncia e mais uma tentativa de reciclar a já conhecida e descredibilizada delação de Ricardo Pessoa.

Com o mesmo depoimento, sobre os mesmos fatos, de um delator cuja narrativa já foi afastada pelo STF, o Ministério Público fez uma denúncia de caixa 2, uma denúncia de corrupção e uma de improbidade.

Todas sem provas, fundadas apenas na desgastada palavra de Ricardo Pessoa, que teve seus interesses contrariados pelo então prefeito Fernando Haddad. Trata se de abuso que será levado aos tribunais.”

Quais são os próximos passos?

Uma vez aceitada a denúncia, existirá um julgamento e será por meio da operação Lava Jato.
Desse modo, é aquele velho rito que a maioria das pessoas conhecem, porque está em bastante evidência e já teve vários casos.

É ouvido as testemunhas, de acusação e defesa, em seguida o próprio réu e, por fim, o juiz vai publicar a sentença.

Esse prazo pode variar de acordo com o magistrado, Sergio Moro no caso do Triplex, demorou apenas 13 dias.

Compartilhe em Suas Redes Sociais