Haddad teve que ouvir: “É Bolsonaro, meu candidato não tá preso”