Herdeira de apartamento em São Bernardo afirma que imóvel era para Lula

Tatiana de Almeida Campos , herdeira do apartamento 121 do Edifício Hill House, afirmou que foi avisada por sua advogada que o imóvel estava sendo alienado para o ex-presidente Lula. A força-tarefa da Operação Lava Jato aponta que o apartamento foi presente dado ao petista pela Odebrecht, e que teria registrado em nome de “laranja”. A informação foi publicada pelo site do jornal O Estado de S. Paulo desta sexta-feira (29).
Lula, entre outras acusações no âmbito da Operação Lava Jato, é suspeito de esconder bens e receber vantagens de empreiteiras envolvidas no esquema de corrupção na Petrobras. Para os procuradores da Lava Jato, o ex-presidente seria o verdadeiro dono de um sítio em Atibaia, registrado em nome de dois empresários sócios de seu filho, e de um tríplex no Guarujá que, oficialmente, é da OAS.

O apartamento em questão, localizado em São Bernardo (SP), é vizinho ao que Lula mora e é utilizado por ele desde 2003. De acordo com a reportagem, entre 2003 a 2007 era alugado pelo PT. Já de 2007 a 2011, durante os dois mandatos de Lula, foi alugado pela Presidência da República. No período, era usado para abrigar equipes de segurança do presidente.

Tatiana informou que em 2010, quando foi feita a escritura de cessão de direitos do imóvel, sua advogada a informou que o bem estava sendo alienado para o petista. ”Foi isso que ela me falou no táxi, na ida ao cartório”,disse em informação dada à Receita Federal em 2016. O documento está anexado ao processo de Lula.

A segunda cobertura foi alvo de busca e apreensão da 24ª fase da Operação Lava Jato após o síndico do prédio ter dito que Lula usava o imóvel. Após a morte do proprietário em 2009, o apartamento foi comprado em 2010 por Glauco Costamarques, primo do pecuarista José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente Lula. O negócio custou R$ 504 mil e foi conduzido pelo advogado Roberto Teixeira, compadre do petista. O imóvel, de acordo com os procuradores, foi um presente da Odebrecht.

Réu em sete ações penais, sendo quatro ações na Justiça do Distrito Federal e três na Justiça do Paraná, Lula já foi condenado pelo juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal em Curitiba, e responde em liberdade.

Fonte: http://congressoemfoco.uol.com.br e www.jornaldopais.com.br

     

Gostou? Compartilhe!

  • 1.9K
    Shares