Incrível. Joesley, o delator premiadíssimo, agora usa policiais armados como guarda-costas

O empresário Joesley Batista, do grupo J&F, que prestou nesta quarta-feira (21) depoimento em Brasília, teve de dar explicações sobre outro caso.

Os dois seguranças do empresário e delator que o acompanharam à Superintendência da Polícia Federal na capital federal são policiais civis de São Paulo e não poderiam prestar serviços de segurança particular, segundo a PF.

Ambos, que não tiveram os nomes divulgados, estavam armados. Eles foram ouvidos e o caso será encaminhado para a corregedoria da Polícia Civil de São Paulo, onde podem sofrer sanções administrativas.

Os carros usados pelo empresário também foram vasculhados em busca de outras armas. As encontradas em posse dos policiais estão em situação regular e não foram apreendidas.

Após o depoimento prestado aos delegados das operações Bullish e Greenfield, Joesley foi ouvido rapidamente sobre sua guarda. O empresário deixou a superintendência por volta das 17h30, acompanhado do motorista e de uma mulher, sem os dois seguranças. (UOL) (cesar weis)