Jair Bolsonaro processa Jean Wyllys

O presidenciável Jair Bolsonaro entrou com queixa-crime contra o Deputado Federal Jean Wyllys, por calúnia e injúria.

A ação foi distribuída ao ministro do Supremo Tribunal Federal Celso de Mello.
Os delitos teriam acontecido durante uma entrevista de Wyllys ao jornal O Povo, realizada em agosto de 2017, em que o parlamentar utiliza termos como ‘fascista’, ‘racista’, ‘burro’, ‘corrupto’, ‘ignorante’, ‘desqualificado’ e ‘canalha’, entre outros”.

“A calúnia tem pena prevista de seis meses a dois anos de detenção, enquanto a injúria tem pena prevista de três meses a um ano. As duas também preveem multa. A pena de detenção pode ser cumprida no regime semiaberto ou aberto.”

Segundo O Globo, a defesa de Bolsonaro pediu ainda a aplicação de um artigo do Código Penal que determina que a pena seja aumentada em um terço quando o crime é cometido ‘na presença de várias pessoas, ou por meio que facilite a divulgação da calúnia, da difamação ou da injúria’”.

Jean Wyllys está encrencado.

Via: papotv.com.br