Janaína Paschoal se desespera com ameaças de morte e pede ajuda

A advogada Janaína Paschoal, responsável pelo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, está aflita com as ameaças.
A jurista Janaína Paschoal, uma das autoras do impeachment da presidente cassada Dilma Rousseff, revelou que está sendo ameaçada e pede medidas urgentes. Uma pessoa identificada como Ricardo Wagner Arouxa tem usado palavras fortes de #Ameaças contra ela e sua família. Isso tem abalado a advogada e ela quer descobrir quem é esse rapaz.

 

O nome desse indivíduo está ligado à ataques variados, sempre com ameaças de violência. Existe até um site que tem por objetivo denunciar as ações dessa pessoa chamada Ricardo Wagner Arouxa. No site, há muitos recados desse suspeito contra várias outras pessoas e as mensagens são muito fortes, vindas, inclusive, de mensagens.

Outros artistas já teriam sido ameaçados por Arouxa. O escritor Anderson França é um dos que já foi vítima das mensagens aterrorizantes do indivíduo. Além dessas ameaças de morte e violência, Arouxa já teria manipulado imagens do agente que o investigava e teria participação em casos de pedofilia e racismo.

Janaína está muito abalada  e pediu para que alguém possa ajudá-la a encontrar esse ameaçador, para que ela e sua família possam ficar em paz.

Uma das coisas que a jurista percebeu, e que pode ser coincidência ou não, é que os ataques começaram depois que ela denunciou graves irregularidades no concurso para professor titular da Faculdade de Direito da USP.

Carta do ameaçador
Na carta, Arouxa coloca como título as seguintes palavras: “Você não ama seus filhos, Janaína”. Ele tenta extorquir ela, dizendo que se ela não pagar a ele a quantia de R$ 20 mil, ele não se responsabilizaria pelos filhos dela Urbano e Olavo e avisou que eles pagariam, por ela não ter dado o que ele pediu.

Arouxa também ameaça as irmãs da advogada. Ele falou que se caso ela saísse do Brasil, ele iria atrás de suas irmãs.

Desespero de Janaína
A advogada postou em seu Twitter todas as ameaças e disse que está muito abalada com o que estão fazendo com ela e sua família. Ela lembrou que nem durante o impeachment de Dilma as coisas foram tão grotescas como agora. Segundo a advogada, a pessoa que escreveu a carta conhece a sua rotina e de sua família. Ela afirmou não saber se o nome que veio escrito do responsável às ameaças é real ou fictício.

Janaína afirmou que as ameaças começaram bem no momento em que ela começou a denunciar o diretor da USP.

A jurista afirmou que está divulgando tudo não para anular o concurso do qual fez a denúncia, mas sim porque teme pela vida dela e de sua família.

Via: blastingnews.com