Joesley deletou conversas com outros políticos de seu gravador, mas PF recuperou e agora ele pede sigilo


Na coluna da jornalista Mônica Bergamo, da Folha, uma coisa acabou ficando em segundo plano enquanto deveria ter sido manchete: Joesley Batista deletou conversas de seu gravador, o mesmo que usou para grampear Michel Temer. Estas conversas envolviam outros políticos e até mesmo seus advogados.

Dentre os políticos supostamente envolvidos estariam Paulinho Força, João Bacelar e até mesmo o petista Gabriel Guimarães. Só que há algo de ainda mais estranho nisso tudo: após a PF ter recuperado as gravações deletadas, Joesley entrou com pedido de sigilo. Parece que ele está tentando proteger alguns queridinhos.

Via jornalivre.com